Disciplinas do Programa
Conheça todas as disciplinas!

Dinâmica dos fluidos clássica: equações básicas da conservação de momentum, massas e energia. Rotação e estratificação. Teorema de Taylor-Proudman. Vorticidade potencial. Ondas planetárias. Geostrofia. Teoria quasi-gestrófica de águas rasas. Fricção

A introdução em geoquímica de superfície e processos diagênicos. Partes sólidos em sedimentos
marinhos. Métodos de estudos em diagênes marinhos de sedimentos. Matéria orgânica em diagênese
precoce. Transformações geoquímicos de ferro manganês e enxofre em coluna de sedimentos.
Transformações diagênicos de carbonato e de sílica em ambiente marinho. Quantificação de refluxo
bentônico. Gás hidrata em sedimentos marinhos. Casos de estudo de diagênese em plataforma
continental brasileiro.

Introdução ao estudo dos aspectos morfológicos, processos e facies sedimentares associados aos
ambientes deposicionais costeiros, com ênfase em Estratigrafia de Sequências e nos ambientes clásticos
da Planície Costeira do Rio Grande do Sul.

Introdução (os oceanos e o clima); os oceanos e a variabilidade climática natural ao longo do tempo
geológico; métodos de datação; testemunhos de gelo; sedimentos marinhos; corais; micropaleontologia;
método da transferência de função e do análogo moderno; modelos paleoclimáticos; o Atlântico Sul
durante o Quaternário.

Introdução à evolução costeira, morfodinâmica da evolução costeira, comportamento costeiro em larga
escala, a formulação de modelos e as incertezas, costas dominadas por ondas, as variações do nível do
mar e as feições geomorfológicas regionais, tipos de barreiras costeiras, conceitos do coastal-tract (parte
1) e aplicações (parte 2), o STM (Shoreface Translation Model) para modelagem da resposta costeira às
variações do nível do mar, exemplos da costa sul brasileira e australiana, planejamento e adaptação
costeira as mudanças climáticas globais.

A introdução em geoquímica de superfície e processos diagênicos. Partes sólidos em sedimentos
marinhos. Métodos de estudos em diagênes marinhos de sedimentos. Matéria orgânica em diagênese
precoce. Transformações geoquímicos de ferro manganês e enxofre em coluna de sedimentos.
Transformações diagênicos de carbonato e de sílica em ambiente marinho. Quantificação de refluxo
bentônico. Gás hidrata em sedimentos marinhos. Casos de estudo de diagênese em plataforma
continental brasileiro.

Erosão Costeira: Causas (naturais e antrópicas), consequências e métodos de estudo. Métodos de
contenção de erosão e proteção costeira: estruturas de engenharia costeira (muros de contenção,
revestimentos, enroscamentos, espigões, quebra-mares), reconstrução artificial de praias
(engordamento) reconstrução e fixação de dunas, transferência de areia através de inlets (sand
bypassing), sistemas de drenagem praial medias político administrativas relacionadas à proteção
costeira. Estudos de monitoramento ambiental e impacto ambiental causado pelas técnicas de
contenção de erosão.

Princípios e conceitos básicos da Morfodinâmica. Princípios básicos de Transporte de sedimentos.
Morfodinâmica da Ante-praia. Morfodinâmica das praias e zonas de arrebentação. Morfodinâmica de
sistemas deltaicos. Morfodinâmica estuarina. Morfodinâmica de inlets regidos por maré.

Identificar e estudar os impactos relacionados com a proliferação nociva de algas marinhas e
cianobactérias produtoras de ficotoxinas. Estudar os aspectos toxicológicos das três principais síndromes
causadas pelas ficotoxinas: envenenamento diarréico causada por bivalves, envenenamento paralítico
causado por bivalves e envenenamento neurotóxico causado por bivalves. Estudar métodos de
monitoramento das florações nocivas de algas e ficotoxinas.

Metais pesados em ambientes aquáticos. Formação e distribuição. Fatores que controlam a distribuição.
Trocas entre sedimento e água. Transporte de metais na região estuarina. Dinâmica de metais na biota.
Transferência ao longo da cadeia alimentar. Papel dos organismos na ciclagem dos metais. Poluição por
metais. Avaliação da contaminação através da análise da água e de sedimentos. Avaliação da
contaminação com o uso de bioindicadores. Monitoramentol de contaminação ambiental

Página 2 de 4